segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Revolver

meu amor, o tempo rasteja. lento. lento.
 
o mau tempo persiste, uma chuva fina
 
o vento, ciscos nos meus olhos
 
eu tentando me animar, eu juro
 
eu juro que tento
 
em vão por enquanto. to sentindo muito a sua falta, cada vez mais
 
nocivo, lasciva relação entre dor, ausência, amor
 
e esses tipos de coisas. pequenos tormentos.
 
antes fossem seus olhos tempestuosos
 
antes fosse aquela chuva que nos mantem um pouco mais próximos
 
um pouco mais nossos...e de mais ninguem.
 
eu to pura abstinencia. revolvendo os confetes de um carnaval que já terminou.
 
Sem Momos, sem Pierrôs, sem...
 

Um comentário:

tua menina disse...

tem dia que te amo tanto que chega a doer.


s2